CARACOL/MS ,20 de outubro de 2017
Conheça o Município

Acredita-se que a cidade de Caracol implantou seus alicerces, por volta de 1884,  em terras doadas por Corrêa da Costa, pecuarista já radicado havia anos naquelas paragens.

Foi elevada  a distrito pela Lei nº 659, de 20.06.1914 e o município criado pela Lei nº 1.971, de 14.11.1963. Comemora-se no dia 1º de maio o aniversário da cidade e a data da instalação do município.

Eventos

Dados Gerais

A População Total do Município era de 5.393,00 de habitantes, de acordo com o Censo Demográfico do IBGE (2010).

 Sua Área é de 2.938,68 km² representando 0,82 % do Estado, 0,18 % da Região e0,03 % de todo o território brasileiro.

Seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,73 segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD (2000)

Área Territorial: 2.938,68 km² 
Fonte: IBGE 
Ano de Instalação: 1963 
Microrregião: Bodoquena 
Mesorregião: Sudoeste de Mato Grosso do Sul 
Altitude da Sede: 212,00 m 
Distância à Capital: 301,89 Km 
Fonte: Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD

Dados Políticos

Prefeito 
Manoel Dos Santos Viais - PT 

Vice-Prefeito 
Horácio Junior Godoy - PSDB

Prefeitura

Endereço: Rua Libino Ferreira Leite, 251, Centro 
Cep: 79270000 
Telefone: (67) 3495 - 1110 
Fax: (67) 3495 - 1110 
Data de Emancipação: 14/11/1963

Datas Comemorativas

01/05 - Aniversário

27/06 - Nossa Srª. Perpétuo Socorro

11/10 - Dia dos Evangélicos
 

As informações populacionais foram baseadas nos censos demográficos realizados pelo IBGE (www.ibge.gov.br) nos anos de 1970, 1980, 1991 e 2000. Além disso, também é possível encontrar as estimativas dos anos de 2001, 2002, 2003, 2004 e 2005 somente para os municípios.

A metodologia utilizada pelo IBGE em relação à população residente total, por sexo e situação de domicílio é referente aos moradores habituais em cada residência. O recenseamento dos moradores habituais do domicílio que estavam ausentes na data de referência é apresentado respeitando a presença inferior a 12 meses na residência em relação à data em que foi feito o recenseamento.

Já o cálculo para a Estimativa Populacional respeita uma série de equações estatística desenvolvidas pelo IBGE na década de 90 dispostas abaixo:

 Metodologia adotada nas estimativas populacionais municipais:

O modelo adotado para estimar os contingentes populacionais dos municípios brasileiros emprega metodologia desenvolvida pelos demógrafos Madeira e Simões, onde se observa a tendência de crescimento populacional do município, entre 2 Censos Demográficos consecutivos, em relação à mesma tendência de uma área geográfica hierarquicamente superior (área maior).

O método requer a existência de uma projeção populacional, que leve em consideração a evolução das componentes demográficas (fecundidade, mortalidade e migração), para uma área maior que o município, quer dizer, para a Unidade da Federação, Grande Região ou País. Desta forma, o modelo matemático desenvolvido estaria atrelado à dinâmica demográfica da área maior.

Em síntese, o que a metodologia preconiza é que:

  • Se a tendência de crescimento populacional do município entre os Censos for positiva, a estimativa populacional será maior que a verificada no último levantamento censitário; caso contrário, a estimativa apontará valor inferior ao último Censo. Fonte: IBGE (www.ibge.gov.br)